Nascimento do Blog: ♥ 04/06/2009 ♥

segunda-feira, 8 de junho de 2009

O Poder do Toque!

Pr. Josué Gonçalves

Descubra os benefícios da estimulação tátil.


Crie um ambiente emocionalmente positivo em sua casa...

Lucas 15:20 “... o abraçou e beijou”.

I Pedro 5:14 - “Cumprimentem uns aos outros com um beijo de irmão”.

Romanos 16:16 - “Saudai-vos uns aos outros com santo ósculo”. (

Gênesis 33:4 - “Então Esaú correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e lançou-se sobre o seu pescoço, e beijou-o; e choraram”.

Gênesis 26:8 - “Isaque ficou ali muito tempo.

Um dia Abimeleque, o rei dos filisteus, olhou por uma janela e viu Isaque acariciando Rebeca, a sua mulher”.

Falar de casamento é falar de encontro.

Encontro entre duas pessoas que atraídas pela química do amor desejam se tocar mesmo sem saber quais os benefícios desta estimulação tátil.

É uma pena que com o passar do tempo, na medida que a familiaridade cresce entre o casal, os toques vão diminuindo e vai aumentando dia-a-dia a distância entre os dois.

Por que?

Será que as pessoas que viveram quando não havia todo avanço tecnológico que temos, davam mais valor ao toque carinhoso, à estimulação tátil?

A escritora Márcia H. Ferreira Moyzés, em um artigo publicado no Centro Reichiano faz uma abordagem desta realidade que vale a pena refletir:

“O século XXI está sendo chamado de a ‘era do conhecimento e da tecnologia’, onde se busca um fazer cada vez mais homogêneo e massificado. Esta situação tem gerado violência, poluição, aprofundamento das desigualdades sociais, aprisionamento das pessoas em suas casas e/ou locais de trabalho criando inibições e isolamento dos indivíduos. Irritabilidade, desatenção, agressão passam a fazer parte das posturas das crianças, adolescentes e adultos que vão perdendo sua capacidade de expressão e sua espontaneidade. Nossos sentimentos sofrem um processo de anulação, dando-se uma valorização cada vez maior ao intelecto em detrimento das emoções, do corpo e/ou a valorização somente no aspeto estético, causando sofrimento para a maioria das pessoas.

Segundo o Wilhelm Reich psiquiatra e psicanalista austríaco, o homem moderno é estranho a sua própria natureza, ao cerne biológico do seu ser, e o sente como estranho e hostil.

É nesse contexto altamente exigente e competitivo que nos inserimos, crescemos e vivemos, um ambiente de falta de paciência, de atenção e de percepção.

Somos exigidos cada dia mais, não vemos os outros, estes não nos veem, e por consequência não nos vemos; as sensões são congeladas e bloqueadas em nossos ser criando conflitos dissociações que se expressão em couraças musculares, e doenças. As tensões do dia-a-dia bloqueam o fluxo normal de energia e das emoções fazendo com que se perca a expontaneidade nas relações humanas. Sentimentos de insegurança, medo, raiva superam o prazer, a alegria e a busca de felicidade.

Segundo Reich, o amor tem o poder de amolecer as couraças corporais.
[...] Através do toque amoroso, das carícias e massagens no corpo conseguimos beneficios surpreendentes que merecem nossa atenção.

Não podemos desvincular amor das manifestações de carinho através do toque, que segundo Reich, é a maneira como podemos resolver o problema das couraças corporais e emocionais.

É no ambiente do lar onde a família vive suas experiências de dor e de alegria, que devemos praticar a arte do toque significativo.

Antes de tratarmos sobre os benefícios da estimulação tátil através do toque, é
necessário que você responda algumas perguntas que vão ajudar na compreensão de tudo que trataremos a seguir:

1) Na sua família de origem era comum as pessoas se tocarem manifestando afetividade?

2) Seus pais eram carinhosos com os filhos? Seus pais ensinaram a você sobre o poder do toque?

3) Você é uma pessoa que se preocupa em tocar afetuosamente no relacionamento familiar?

4) Qual a importância de um abraço para você?

5) Quantos toques significativos você dá e recebe todos os dias?

Não foi por acaso que Deus nos fez com milhões de nervos sensores sabiamente distribuídos em toda a pele que nos envolve.

Há uma conexão perfeita entre a saúde emocional e física e a nossa pele exerce um papel imprescindível nesta ligação.

Esta é uma das razões pela qual a estimulação tátil é uma necessidade primária e universal.

Satisfazer esta necessidade é vital para que se desenvolva um ser humano saudável capaz de amar, trabalhar, brincar e pensar de modo crítico e livre de preconceitos.

O primeiro estímulo sensorial da vida humana vem da sensação de toque quando ainda estamos no útero.

A psicanalista e sexóloga Regina Navarro Lins, diz que:

"O ser humano pode passar a vida toda cego, surdo e completamente desprovido dos sentidos do olfato e do paladar, mas não sobrevive sem as funções desempenhadas pela pele”.

O tato é o primeiro sentido que se desenvolve e permanece ativo mesmo depois que a visão e a audição começam a desaparecer.

Bebês e crianças dependem do tato para aprender sobre o mundo.

No contato com a boca, aprendem sobre temperatura e textura, por exemplo.

É pelo tato que as crianças passam a refletir sobre higiene e até sobrevivência.

A primeira ligação emocional de uma criança é construída a partir do contato físico com os pais que é a base de seu futuro desenvolvimento em todas as áreas.

Na fase adulta, temos em média 1,67 metros quadrado de pele, um órgão sensitivo em constante alerta para receber mensagens. "Pele é o que nos dá a noção de interior e exterior nas nossas vidas", diz o psquiatra Geraldo Massaro.

O Dr. Ashley Montagu, um especialista norte-americano em fisiologia e anatomia humana, se dedicou, por várias décadas, ao estudo de como a experiência tátil, afeta o desenvolvimento do comportamento humano.

A linguagem dos sentidos, na qual podemos ser todos socializados, é capaz de ampliar nossa valorização do outro e do mundo em que vivemos, e de aprofundar nossa compreensão em relação a eles.

Ele coloca que nosso corpo é o maior playground do universo, com mais de 600 mil pontos sensíveis na pele.

Como sistema sensorial, a pele é, em grande medida, o sistema de órgãos mais importante do corpo.

Montagu acredita que a capacidade de um ocidental se relacionar com seus semelhantes está muito atrasada em comparação com sua aptidão para se relacionar com bens de consumo e com as pseudonecessidades que o mantêm em escravidão.

A dimensão humana encontra-se constrangida e refreada.

Tornamo-nos prisioneiros de um mundo de palavras impessoais, sem toque, sem sabor e sem gosto.

É impressionante como os animais irracionais praticam muito mais a arte do toque do que nós seres humanos.

Em muitas famílias há um vazio enorme por falta de manifestação de carinho através do toque afetivo.

Conhecer os benefícios de um abraço carinho, de um aperto de mão, de um beijo, de um afago pode fazer toda a diferença no relacionamento entre as pessoas que se amam.

A pesquisadora americana Tiffany Field afirma que o contato físico, além de aliviar o estresse e a ansiedade (e seus reflexos no comportamento e no metabolismo), teria efeitos positivos no crescimento, na respiração, nas ondas cerebrais, na freqüência cardíaca e até no sistema imunológico, ajudando no combate às doenças.

Para que possamos ter uma noção melhor dos benefícios do toque, veja o que a ciência diz:

os bebês que recebem massagens regularmente: dormem mais e melhor, choram menos, ganham peso com mais facilidade, têm menos crises de apnéia (suspensão voluntária ou involuntária da respiração) e problemas pulmonares, apresentam menor nível de hormônios relacionados ao estresse, se mostram mais extrovertidos e menos agressivo...

A lista de benefícios é longa.

A verdade é que, quando recebemos toques freqüentes carregados de afetuosidade temos mais saúde tanto física quanto emocional.

Hoje, nos aeroportos das grandes cidades, encontramos profissionais que trabalham com massagem, oferecendo o serviço às pessoas que estão aguardando a hora do embarque.

Isto porque, o toque através de uma massagem contribui para aliviar os estresses, diminui a tensão e conseqüentemente torna a viagem mais agradável.

Não importa a idade, todos nós gostamos de receber toques que demonstrem carinho, amor, atenção e cuidado.

Se você até hoje não tinha parado para pensar nesta necessidade primária do seu humano, passe valorizar cada toque que receber e aqueles que você oferecer.

Tocar carinhosamente o cônjuge, os filhos, os pais, os irmãos e os amigos, é abençoá-los com a dádiva eterna do amor.

Amor é um sentimento que precisa ser demonstrado.

Agora que você já sabe como transformar o seu lar em um lugar terapêutico, basta praticar a arte de tocar as pessoas afetuosamente.

Vejamos algumas mensagens que você transmite quando toca o cônjuge carinhosamente:

· Eu te amo.
· Eu me importo com você.
· Eu quero te proteger.
· Eu te abençôo.
· Eu sou o teu abrigo.
· Eu desejo muita saúde a você.
· Eu me dôo por você.
· Eu te perdôo.
· Conta comigo sempre.
· Eu quero estar sempre perto de você.
· Você é especial.

Por que você deve abraçar mais:

1.Por que segundo os médicos abraçar retarda o envelhecimento.

2.Segundo o departamento de psiquiatria da Universidade da Carolina do Norte (EUA), abraçar tem relação com o aumento da qualidade de vida. Durante o abraço, o hormônio do estresse (cortisol) despenca no organismo, o que libera substâncias para proporcionar conforto e alegria.

3.Até a obesidade pode estar relacionada com a falta de abraço: quem está emocionalmente abalado tende a comer mais.

4.Um abraço todos os dias na família reforça os relacionamentos e reduzirá significativamente os atritos.

5.Por que aumenta nossa capacidade imunológica. Helen Colton reforça esse pensamento “quando a pessoa é tocada a quantidade de hemoglobina no sangue aumenta significativamente. Hemoglobina é a parte do sangue que leva o suprimento vital de oxigênio para todos os órgãos do corpo, incluindo coração e cérebro.O aumento da hemoglobina ativa todo o corpo, auxilia a prevenir doenças e acelera a recuperação do organismo, no caso de alguma enfermidade

6.Os toques suaves e amorosos operam verdadeira revolução interna dissolvendo os nódulos energéticos e facilitando o fluxo da energia do corpo, segundo Eva Reich.

Quem não aprecia as mãos do cônjuge passando suavemente nas costas, nas pernas, nos pés, na face, mexendo na orelha, afagando os cabelos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A paz do Senhor Jesus!
Obrigada por comentar!
Bjs!

BlogBlogs.Com.Br